Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de junho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Com música, conversa e atenção, PM conquista alunos e atua na segurança e proteção nas escolas

Fotos: Bruno Rezende

A agitação das crianças na sala de aula do 5° ano do ensino fundamental dá lugar ao silêncio e atenção para ouvir as instruções, e em seguida os versos da famosa canção do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) são entoados com toda força. “Existe um programa, que vai lhe ajudar. Existe um amigo, que vai lhe ensinar. Que o problema drogas merece atenção. E pra manter-se a salvo é preciso dizer não”.

Meninos e meninas cantam e com o mesmo entusiasmo falam de tudo que aprendem nas aulas ministradas por um policial militar. “Aprendi muitas coisas e sobre o que não pode fazer, como fumar, dirigir bêbado ou fazer bullying”, disse Luiz Miguel Leite, 10 anos. “Estamos em fase de crescimento, não podemos ingerir bebida alcoólica. Os adultos também não podem, mas bebem. Eles não deveriam, mas fazem. Eu falo que não pode, e não foi desistir de falar”, afirmou Mariana Fernandes, da mesma idade.

Luiz Miguel relatou o que aprendeu no Proerd
Mariana sabe que as drogas ilícitas também são prejudiciais

Ambos são alunos do 5º ano da EM Nazira Anache e já aprenderam que as drogas lícitas também são prejudiciais e fazem mal para qualquer pessoa. Eles participam da aula ministrada pela sargento Dieny Graciely Souto, que atua como instrutora do Proerd desde 2009. “As aulas são muito dinâmicas, adequadas a faixa etária do 5° ano. A gente entra com pilar de prevenção somando esforços para contribuir com fatores de proteção. A escola é lugar propício para passar ensinamentos, e em se tratando de drogas, as primeiras abordadas são as lícitas que são portas de acesso para as ilícitas”.

Na rotina da escola a presença da PM (Polícia Militar) é importante para alunos, professores e demais servidores. “Os alunos acabam criando um vínculo com a policial, perguntam as coisas e ela faz com que eles se sintam seguros. Eles percebem que tem um policial e só a figura dele ali transmite segurança, e percebem que estão sendo cuidados. Este é o foco maior, cuidar das crianças”, afirmou a coordenadora Aparecida Alves Rodrigues, que trabalha na escola há 15 anos.

Sobre o Proerd ela ressalta que a abordagem funciona e dá resultados. “Fica na memória deles, as decisões assertivas, e isso é trabalhando nas aulas do Proerd, tomar as decisões certas. Assim eles evitam as drogas, álcool, cigarro, acabam sabendo como se defender depois de assistir as aulas do Proerd, isso com certeza. Nunca mais tivemos problemas de alunos com drogas”, disse Aparecida.

Gilson relata os benefícios do programa

O diretor-adjunto da escola, Gilson Lemos da Silva explica que o Programa contribui para o direcionamento e proteção dos alunos. “É muito importante a construção de conceitos, trazer a consciência de que as boas atitudes contribuem para um futuro melhor, bons conceitos. 

Temos uma clientela muito boa, fruto de um trabalho já construído há muitos anos, desde gestões anteriores essa integração com da comunidade com a PM, trazendo o Proerd. Inclusive não temos alunos usuários, não temos problemas com essa questão de drogas”.

Enquanto fala de assuntos sérios, a policial militar que é a instrutora da turma, orienta de forma leve e descontraída, para que os alunos prestem atenção, assimilem e utilizam o que aprendem. “Uma das atividades que consideramos carro chefe das lições repassadas pelo Proerd é o modelo de tomada de decisão, que auxilia as crianças a pensarem nas consequências de suas escolhas, para que aprendam a pensar antes de agir, verificar os riscos. É um espaço seguro, para que o aluno tenha voz ativa, e aponte seu ponto de vista e assim consigam ser protagonistas, não somente contra as drogas, para tudo que possa afetar a vida deles”, afirmou a sargento Dieny.

Para transmitir a mensagem de protagonismo, “aulas” do Proerd são animadas, com muita conversa e a famosa música do programa

As drogas lícitas e ilícitas, além da violência e do bullying, são temas abordados no Programa. “O conteúdo específico do curso para o 5º ano aborda a questão da responsabilidade, de como controlar a tensão e a pressão dos colegas, estratégia de resistência para manter educação e segurança para resistir, prevenção ao bulling”, disse a policial.

“É uma idade que tem o caráter em construção, é a transição de criança para adolescência e traz muitos conflitos na mente deles. Se não for bem trabalhando, bem direcionado, alguns podem se perder. A família é o primeiro pilar da educação e nós temos trabalhado muito isso. Estamos aqui para transmitir o ensino pedagógico, mas o ensino de educação, modos, postura e caráter tem que vir da família. É muito importante”, pontuou o diretor Gilson.

Programa Educacional

O Proerd é um programa educacional preventivo direcionada à prevenção ao uso/abuso de drogas e a práticas violentas dentro e fora do ambiente escolar, para alunos do 5° e 7° anos do ensino fundamental de escolas públicas e privadas. Em 26 anos de existência, o programa já atendeu mais de 306 mil alunos, em escolas estaduais, municipais e particulares do Estado.

O programa é ministrado exclusivamente por policiais militares, selecionados e capacitados para trabalhar com crianças. A presença de policiais militares nas escolas cria uma possibilidade de redução de outras situações ligadas à segurança pública, em decorrência da oportunidade de interação com a comunidade escolar – alunos, familiares, trabalhadores da educação –  e assim obter possíveis soluções, aproximando a Polícia Militar da família e da escola na comunidade.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.