Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de junho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

26 de abril: Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão; confira dicas para prevenir a doença

No Mato Grosso do Sul, no mesmo grupo analisado, a doença atinge pelo menos 24,1% da população. 

Conhecida popularmente como pressão alta, a hipertensão arterial atinge cerca de 38,1 milhões de brasileiros com 18 anos ou mais. O dado alarmante foi divulgado na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Mato Grosso do Sul, no mesmo grupo analisado, a doença atinge pelo menos 24,1% da população. 

A pesquisa revela um aumento de 2.5% na quantidade de hipertensos desde o último levantamento feito em 2013. “O resultado é preocupante pois indica que os hábitos alimentares e boas práticas de saúde têm piorado ao longo dos últimos anos”, alerta o médico cardiologista, Carlos Eduardo Zanoni, professor do curso de Medicina da Uniderp.

Parte desse agravamento se deve o consumo excessivo de sal, que está presente na maioria dos alimentos processados, além de fazer parte do preparo diário das refeições, seja em casa ou em restaurantes. O consumo recomendado é de 5 gramas ao dia. “Além do sal, que é um grande vilão, outros fatores contribuem nesse cenário, tais como, o sedentarismo, excesso de peso e obesidade, idade e ingestão de álcool”, afirma o médico.

Também considerada como um dos principais fatores de risco para desenvolvimento de doenças cardíacas, a hipertensão arterial está associada a ocorrência de acidente vascular cerebral, doença renal crônica, dentre outras. Na lista de morbidades que agravam o paciente com covid-19, figura a hipertensão arterial grave, tendo prioridade nos grupos da lista de vacinação.

“A prevenção é a melhor forma de combate à doença. O paciente diagnosticado deve fazer acompanhamento médico, em que o profissional irá prescrever remédios e indicar medidas de promoção à saúde, como prática de exercícios físicos e alimentação equilibrada. Fatores genéticos e socioeconômicos também influenciam, o que devem ser considerados no tratamento”, esclarece o professor.

Confira as dicas do especialista para afastar a pressão alta:

– Pratique exercícios físicos regularmente;

– Evite cigarro e álcool;

– Consuma alimentos ricos em fibras;

– Evite o excesso de sal e gordura na alimentação;

– Cuide de saúde da mente: estresse também pode ser fator de risco.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.