Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de junho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

PL da Intimidação: Projeto que prevê prisão para quem criticar políticos é mais uma censura do Governo Federal, para Marcos Pollon

Os parlamentares haviam aprovado o regime de urgência do texto, o que permitiu que ele fosse analisado diretamente no plenário

Foto: Arquivo pessoal

Após uma votação relâmpago, o Projeto de Lei (PL) 2720/23 que protege políticos e réus que respondem a processo ou investigação foi aprovado na Câmara dos Deputados. “É mais uma censura que estão impondo aos brasileiros de forma gradual”, disse o deputado federal Marcos Pollon, que votou contra o “PL da Intimidação”, ou como ficou conhecido “PL da Censura 2”.

A proposta aprovada, em poucas horas, estabelece que políticos e magistrados não podem sofrer discriminação porque respondem a processo ou investigação, seja por corrupção, improbidade ou demais apurações. Se não bastasse isso, parentes e até pessoas ligadas à autoridade também são beneficiadas, as chamadas “pessoas politicamente expostas”.

Para o deputado Marcos Pollon, que votou contra, o projeto é mais uma vergonha do Governo Federal. “Votei contra esse absurdo que se chama de projeto. É uma censura que estão impondo aos brasileiros de forma gradual, ou seja, o povo não poderá mais criticar uma pessoa politicamente exposta, denunciada ou até mesmo condenada em processos que ainda não tenham transitado e julgado e poderá ser punida em até 4 anos de prisão e multa”.

Os parlamentares haviam aprovado o regime de urgência do texto, o que permitiu que ele fosse analisado diretamente no plenário, sem precisar passar pelas comissões da Câmara, e agora, a proposta segue para o Senado.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.