Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de junho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia Civil esclarece furto à loja de eletrônicos em Campo Grande

A polícia apurou -se que o “mandante” costumava revender os objetos a terceiros interessados, geralmente por meio da internet.

Divulgação

Nesta segunda-feira (17), a Polícia Civil de Campo Grande esclareceu emblemático crime de furto qualificado ocorrido em uma loja de eletrônicos no Bairro Central, indiciando dois autores, de 29 anos e 43 anos, além do “mandante” do delito, de 27 anos.

Na semana passada, o dono da eletrônica compareceu à delegacia informando que, na madrugada de 10 de julho dois indivíduos teriam arrombado seu estabelecimento comercial e dali subtraído diversos televisores e equipamentos de som, sendo que a ação criminosa teria sido captada por imagens de câmeras de segurança. Logo após a notícia do crime, policiais civis da 1ª DP realizaram uma série de diligências e, confrontando o modus operandi com aquele verificado em outro delito de furto na mesma semana, concluíram pela presença de fortes indícios de autoria em desfavor de dois indivíduos, presos em flagrante pela Polícia Militar por crime diverso, mas bem parecido com o investigado pela unidade.

Em razão disso, mesmo presos em flagrante em outro procedimento, a autoridade policial da 1ª DP requisitou à AGEPEN a presença dos dois suspeitos, procedendo-se aos seus interrogatórios, ocasião em que ambos não só confessaram o delito em investigação, como também delataram o “mandante” do crime.  Os dois autores disseram à Polícia Civil que são usuários de drogas e que foram “contratados” por um homem de 27 anos para furtar comércios e residências em troca de entorpecentes.

Em relação ao furto do estabelecimento comercial, após os dois indivíduos terem subtraído os objetos, ligaram ao suposto “chefe” da associação criminosa para que buscasse os bens com um veículo “Range Rover Evoque”. Apurou-se, também, que o “mandante” costumava revender os objetos a terceiros interessados, geralmente por meio da internet.

Obtidas todas essas informações, foi possível localizar e identificar o suposto “mandante” do crime, que de pronto confessou o comportamento e devolveu todos os bens subtraídos.  Com isso, em tempo hábil, a Polícia Civil teve sucesso em recuperar os objetos furtados do comércio, sendo: 4 televisores e 7 caixas de som, dando por esclarecida a autoria delitiva. 

Os três indivíduos foram indiciados pelo crime de furto qualificado e o inquérito policial será remetido ao Poder Judiciário, dando-se por concluídas as investigações.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.