Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 13 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia Civil do Mato Grosso do Sul elucida caso de feminicídio ocorrido em Naviraí e prende o autor, com apoio da Polícia Civil do Paraná

A mulher foi morta com golpes de tijolo, depois a vítima foi incendiada ainda viva.

Fotos: Divulgação/PC-MS

A Polícia Civil de Naviraí, a 364 km de Campo Grande esclareceu nesta terça-feira(18) um crime de feminicídio e prendeu o suspeito na cidade de Amaporã/PR, com apoio da Polícia Civil do Estado. Segundo apurado, indivíduo matou uma mulher de 29 anos, no dia 09 de julho de 2023.

Na data do fato por volta das 02h30min, um corpo de uma mulher havia sido encontrado em uma residência abandonada localizada na área central do município, a vitima se encontrava parcialmente carbonizada e apresentando lesões corto-contusas na região da cabeça, provavelmente provocadas por golpes de tijolo. No local foi apreendida uma lajota com manchas de sangue.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar, além da Perícia Técnica compareceram na cena do crime para os procedimentos necessários, sendo apurado preliminarmente pelos investigadores que momentos antes dos fatos populares teriam ouvido uma mulher pedindo socorro.

O convivente da mulher de 22 anos, declarou, em sede policial, que na noite de sábado, 08/07/2023, ela havia saído de casa por volta das 23h e não mais retornado, sendo que somente do dia posterior tomou conhecimento da morte dela, negando o crime.

Desde o dia do crime, diversas diligências investigativas foram realizadas que possibilitaram à Polícia Civil reunir elementos informativos que desmentiam a versão apresentada pelo marido da vítima e o indicavam como principal suspeito do crime. Após a obtenção de indícios suficientes de autoria, a autoridade policial representou pela prisão preventiva dele, cuja medida foi deferida pela justiça, no entanto, constatou-se que ele havia se evadido da cidade e estava em local desconhecido.

Em novas investigações, foi possível localizar o paradeiro do autor, que estava escondido em uma residência na cidade de Amaporã/PR. Diante disto, uma equipe de policiais civis da Delegacia de Naviraí se deslocou até referida cidade e com o apoio da Polícia Civil de Paranavaí-PR, conseguiu localizar e prender o indivíduo.

Ao ser confrontado com os fatos que foram apurados, o suspeito acabou confessando o crime, narrando todos os detalhes da empreitada criminosa. Alegou que agiu por ciúmes, esclarecendo que durante uma briga arrastou sua convivente até uma casa abandonada onde desferiu diversos golpes de lajota contra a cabeça dela, depois foi até a residência do casal,

pegou um litro de gasolina que tinha guardado e retornou onde a vítima estava e ateou fogo no corpo dela. Por fim, disse que assim agiu porque estava com muita raiva dela.

Segundo o médico legista que realizou o exame necroscópico, a vítima ainda estava viva quando seu corpo foi incendiado. Sendo assim, a morte se deu por queimadura das vias aéreas e asfixia térmica. 

Concluídas as formalidades do cumprimento do mandado de prisão, o preso será encaminhado ao presídio da cidade, onde permanecerá à disposição da justiça.


Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.