Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Microsoft vence processo e pode concluir compra da Activision Blizzard

Fabricante do Xbox comprou publicadora de ‘Call of Duty’ por mais de US$ 70 bilhões em janeiro, mas Comissão Federal de Comércio dos EUA moveu ação de bloqueio do acordo.

Um juiz federal dos Estados Unidos decidiu nesta terça-feira (11) não impedir a Microsoft fechando seu acordo de US$ 69 bilhões para adquirir a gigante dos videogames Activision Blizzard. A opinião significa uma derrota para os reguladores dos EUA, que pediram uma liminar temporária enquanto os desafios legais para a fusão se desenrolam.

A decisão de não conceder a liminar do Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Norte da Califórnia abre caminho para a Microsoft consumar um acordo que a tornará a terceira maior editora de videogames do mundo, com controle sobre franquias populares como “Call of Duty “, “World of Warcraft” e “Diablo”.

Governo dos EUA “não demonstrou que é provável que tenha sucesso em sua alegação de que a empresa combinada provavelmente retiraria o jogo Call of Duty do PlayStation da Sony, ou que a propriedade de conteúdo da Activision reduziria substancialmente a concorrência nos mercados de jogos”. , A juíza distrital dos EUA, Jacqueline Scott Corley, escreveu em sua opinião.

A Microsoft pode finalizar o acordo com a Activision em questão de dias antes do prazo contratual de 18 de julho, ou as partes podem tentar estender esse prazo mutuamente.

Funcionários antitruste dos EUA na Federal Trade Commission (FTC) argumentaram que uma liminar bloqueando temporariamente o negócio era necessária porque permitir que a fusão ocorresse em meio a litígios em andamento teria causado danos imediatos aos jogadores de videogame e outros. consumidores.

A FTC contestou a aquisição primeiro em seu tribunal administrativo doméstico e depois no tribunal federal dos Estados Unidos, alegando que a combinação prejudicaria os jogadores de videogame ao dar à Microsoft o controle de várias franquias extremamente populares.

Os reguladores temiam que a Microsoft pudesse reter tais títulos de rivais como o PlayStation da Sony ou de novas plataformas de streaming baseadas em nuvem, e pediram a Corley uma liminar impedindo o fechamento do negócio até que o tribunal interno da agência chegasse a uma decisão sobre o negócio.

Durante uma audiência de cinco dias no mês passado em um tribunal federal, executivos da Microsoft, incluindo o CEO Satya Nadella, testemunharam que propriedades como “Call of Duty” não seriam restritas aos concorrentes após o fechamento do negócio.

https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-1472338237013558&output=html&h=280&adk=250297724&adf=3634222016&pi=t.aa~a.4187781563~i.21~rp.4&w=696&fwrn=4&fwrnh=100&lmt=1689102307&num_ads=1&rafmt=1&armr=3&sem=mc&pwprc=5602388671&ad_type=text_image&format=696×280&url=https%3A%2F%2Faracajuagoranoticias.com.br%2Fmicrosoft-vence-briga-judicial-nos-eua-para-seguir-com-aquisicao-da-activision%2F%3F%2F%3Futm_source%3Dopensignals&host=ca-host-pub-2644536267352236&fwr=0&pra=3&rh=174&rw=696&rpe=1&resp_fmts=3&wgl=1&fa=27&adsid=ChAI8PuzpQYQu9v5r-HDj4IkEj0AEjQEgoRO2eLlf6cG3xH6jjj4824NqPrcRt32gF5cZAkjB4q2ufEI3ffBi5F2HVuGbBYpDoC_WRpPtpKz&uach=WyJXaW5kb3dzIiwiMTAuMC4wIiwieDg2IiwiIiwiMTE0LjAuNTczNS4xOTkiLFtdLDAsbnVsbCwiNjQiLFtbIk5vdC5BL0JyYW5kIiwiOC4wLjAuMCJdLFsiQ2hyb21pdW0iLCIxMTQuMC41NzM1LjE5OSJdLFsiR29vZ2xlIENocm9tZSIsIjExNC4wLjU3MzUuMTk5Il1dLDBd&dt=1689102047527&bpp=2&bdt=4726&idt=2&shv=r20230706&mjsv=m202307060101&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3D80ac90ac4e5a63f9-2235b8f4428000ce%3AT%3D1689101556%3ART%3D1689102045%3AS%3DALNI_MZ9AFgKoyBC13_ArUuZhAYlj-cZAA&gpic=UID%3D00000cb2b5ff0ccc%3AT%3D1689101556%3ART%3D1689102045%3AS%3DALNI_Ma2BIVXtdhckM848dXxim0s1jB7ww&prev_fmts=0x0%2C1349x600%2C696x280%2C696x280%2C696x280%2C696x280&nras=6&correlator=5631622370862&frm=20&pv=1&ga_vid=1691006365.1689101558&ga_sid=1689102046&ga_hid=1627438617&ga_fc=1&ga_cid=1948191979.1689101558&u_tz=-180&u_his=1&u_h=768&u_w=1366&u_ah=728&u_aw=1366&u_cd=24&u_sd=1&dmc=4&adx=141&ady=3737&biw=1349&bih=600&scr_x=0&scr_y=1354&eid=44759842%2C44759876%2C44759927%2C31075641%2C31075757%2C31075874%2C31075882%2C44788442%2C44796477&oid=2&psts=ABnkTfCZTznSLHk2Mi9j9Gc-QyS7xfnixSqOJCX-7hMj_pa8CMSZSIB0FoTOuSupI44ER66jYXSYO4YRyboVRkc%2CABnkTfAsOBvaMnLGI4lJLchwMNlFw3nY5t14Ik7h3uWrvdni8hAtdwri90Nqvz2FlMUpBSbom7nZsZP3044Pdwo%2CABnkTfBC4smghD0-l8Y3pifi_C9GMlqrb6CyjouGefEaL4ZTkalp3ats-ZefpRLH4yDGnA7whp_qNOTcWZG2Jg&pvsid=3120546292446166&tmod=1719411239&uas=1&nvt=1&ref=https%3A%2F%2Faracajuagoranoticias.com.br%2Fwp-content%2Fplugins%2Fonesignal-free-web-push-notifications%2Fsdk_files%2FOneSignalSDKWorker.js%3FappId%3D7d1b5ec0-3e02-4711-bb68-1d7a52c92ea6%26sdkVersion%3D151603&fc=1408&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C0%2C1366%2C728%2C1366%2C600&vis=1&rsz=%7C%7Cs%7C&abl=NS&fu=128&bc=31&jar=2023-07-11-18&ifi=6&uci=a!6&btvi=5&fsb=1&xpc=jisAie80T0&p=https%3A//aracajuagoranoticias.com.br&dtd=M

Em resposta à suspensão do regulador, a Microsoft também assinou vários acordos de licenciamento plurianuais com empresas como Nvidia (NVDA) e Nintendo, para garantir a disponibilidade de conteúdo para suas plataformas se a fusão for aprovada.

As apostas na briga judicial eram altas: por sua própria admissão, a Microsoft havia dito em documentos que uma vitória da FTC nesta fase “bloquearia efetivamente a transação” por completo, devido ao tempo e às despesas esperados associados à entrada na FTC. desafio de fusão de casa.

A decisão de terça-feira, no entanto, deu à Microsoft o benefício da dúvida porque a FTC não conseguiu provar que a empresa combinada teria um incentivo para manter “Call of Duty” exclusivo para plataformas de propriedade da Microsoft, como o Xbox.

O juiz destacou oito fatores que reforçaram a defesa da Microsoft, incluindo que a empresa pretende ganhar mais dinheiro disponibilizando o Call of Duty no maior número de plataformas possível.

“A FTC não identificou um único documento que contradiga o compromisso declarado publicamente da Microsoft de disponibilizar Call of Duty no PlayStation (e Nintendo Switch)”, disse o parecer, apesar do acesso dos advogados da agência a quase um milhão de documentos da empresa e 30 depoimentos.

Corley acrescentou que os acordos de licenciamento assinados pela Microsoft mostraram que o levantamento público do acordo “compensou”, reduzindo ainda mais a necessidade de intervenção judicial.

“Somos gratos ao Tribunal de São Francisco por esta decisão rápida e completa e esperamos que outras jurisdições continuem trabalhando para uma resolução oportuna”, disse Brad Smith, vice-presidente e presidente da Microsoft, em comunicado.

“Como demonstramos consistentemente ao longo deste processo, estamos comprometidos em trabalhar de forma criativa e colaborativa para resolver questões regulatórias.”

https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-1472338237013558&output=html&h=280&adk=250297724&adf=2832456569&pi=t.aa~a.4187781563~i.39~rp.4&w=696&fwrn=4&fwrnh=100&lmt=1689102680&num_ads=1&rafmt=1&armr=3&sem=mc&pwprc=5602388671&ad_type=text_image&format=696×280&url=https%3A%2F%2Faracajuagoranoticias.com.br%2Fmicrosoft-vence-briga-judicial-nos-eua-para-seguir-com-aquisicao-da-activision%2F%3F%2F%3Futm_source%3Dopensignals&host=ca-host-pub-2644536267352236&fwr=0&pra=3&rh=174&rw=696&rpe=1&resp_fmts=3&wgl=1&fa=27&uach=WyJXaW5kb3dzIiwiMTAuMC4wIiwieDg2IiwiIiwiMTE0LjAuNTczNS4xOTkiLFtdLDAsbnVsbCwiNjQiLFtbIk5vdC5BL0JyYW5kIiwiOC4wLjAuMCJdLFsiQ2hyb21pdW0iLCIxMTQuMC41NzM1LjE5OSJdLFsiR29vZ2xlIENocm9tZSIsIjExNC4wLjU3MzUuMTk5Il1dLDBd&dt=1689102047560&bpp=2&bdt=4759&idt=2&shv=r20230706&mjsv=m202307060101&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3D80ac90ac4e5a63f9-2235b8f4428000ce%3AT%3D1689101556%3ART%3D1689102045%3AS%3DALNI_MZ9AFgKoyBC13_ArUuZhAYlj-cZAA&gpic=UID%3D00000cb2b5ff0ccc%3AT%3D1689101556%3ART%3D1689102045%3AS%3DALNI_Ma2BIVXtdhckM848dXxim0s1jB7ww&prev_fmts=0x0%2C1349x600%2C696x280%2C696x280%2C696x280%2C696x280%2C696x280%2C696x280%2C696x280&nras=9&correlator=5631622370862&frm=20&pv=1&ga_vid=1691006365.1689101558&ga_sid=1689102046&ga_hid=1627438617&ga_fc=1&ga_cid=1948191979.1689101558&u_tz=-180&u_his=1&u_h=768&u_w=1366&u_ah=728&u_aw=1366&u_cd=24&u_sd=1&dmc=4&adx=141&ady=5157&biw=1349&bih=600&scr_x=0&scr_y=2777&eid=44759842%2C44759876%2C44759927%2C31075641%2C31075757%2C31075874%2C31075882%2C44788442%2C44796477&oid=2&psts=ABnkTfCZTznSLHk2Mi9j9Gc-QyS7xfnixSqOJCX-7hMj_pa8CMSZSIB0FoTOuSupI44ER66jYXSYO4YRyboVRkc%2CABnkTfAsOBvaMnLGI4lJLchwMNlFw3nY5t14Ik7h3uWrvdni8hAtdwri90Nqvz2FlMUpBSbom7nZsZP3044Pdwo%2CABnkTfBC4smghD0-l8Y3pifi_C9GMlqrb6CyjouGefEaL4ZTkalp3ats-ZefpRLH4yDGnA7whp_qNOTcWZG2Jg%2CABnkTfCySG-UO1M9wU89LzXO8Xd0C0_pHbtrdmkVxGKLC4PgjyRvvz6q_tTEloeNr3-BfYXolisCdiRH2tB14vQ%2CABnkTfDHI2zgfe3IQzi-rXtu_y4vUy0UnDU6uP5JCMA5jiJQIXTSIa2LXCVaD1Lg0gxjEITNC6t8dkbegC7J9OA%2CABnkTfChLOtT6p41kvFcYtfySfxzYohzcfD93CwImNrzlRINlDaESYj-H2eH8EZGtdxNVbM8bGX_YjW5dTqv1UY&pvsid=3120546292446166&tmod=1719411239&uas=1&nvt=1&ref=https%3A%2F%2Faracajuagoranoticias.com.br%2Fwp-content%2Fplugins%2Fonesignal-free-web-push-notifications%2Fsdk_files%2FOneSignalSDKWorker.js%3FappId%3D7d1b5ec0-3e02-4711-bb68-1d7a52c92ea6%26sdkVersion%3D151603&fc=1408&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C0%2C1366%2C728%2C1366%2C600&vis=1&rsz=%7C%7Cs%7C&abl=NS&fu=128&bc=31&ifi=9&uci=a!9&btvi=8&fsb=1&xpc=lnMITHorOk&p=https%3A//aracajuagoranoticias.com.br&dtd=M

Em uma declaração separada, o CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, disse que a fusão “permitirá a concorrência, em vez de permitir que líderes de mercado entrincheirados continuem a dominar nossa Indústria em rápido crescimento”.

A vitória da Microsoft no tribunal federal pode levar a FTC a desistir de seu desafio interno de fusão e desistir de sua oposição ao acordo com a Microsoft em geral.

Em uma situação semelhante em fevereiro, a FTC desistiu de seu processo interno contra a proposta de aquisição da Within Unlimited, uma startup de realidade virtual pela Meta, depois que um juiz diferente no mesmo tribunal também se recusou a conceder uma liminar.

“Estamos desapontados com este resultado, dada a clara ameaça que esta fusão representa para a concorrência aberta em jogos em nuvem, Serviços de assinatura e consoles”, disse Douglas Farrar, porta-voz da FTC, em um comunicado na terça-feira.

“Nos próximos dias, anunciaremos nosso próximo passo para continuar nossa luta para preservar a concorrência e proteger os consumidores”, afirmou.

A FTC poderia escalar o caso e pedir ao Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o Nono Circuito que suspendesse a ordem de Corley enquanto aguardava uma apelação.

Governo-do-reino-unido-impede-compra-da-activision-blizzard-pela-microsoft/”>As autoridades do Reino Unido também se moveram anteriormente para bloquear a fusão da Activision em abrilcitando algumas das mesmas preocupações que a FTC levantou em seu caso e solicitando um recurso da Microsoft.

Após a decisão de terça-feira nos Estados Unidos, a Microsoft anunciou um acordo com as autoridades antitruste do Reino Unido para suspender o litígio sobre a fusão, enquanto os dois lados tentam chegar a um acordo sobre como a aquisição pode ser alterada para lidar com as preocupações. concorrência naquele país.

“Estamos considerando como a transação pode ser modificada para abordar essas preocupações de uma forma que seja aceitável para a (Autoridade de Concorrência e Mercados)”, disse Smith em um comunicado.

“A Microsoft e a Activision concordaram com a CMA que a suspensão do litígio no Reino Unido seria de interesse público e as partes fizeram uma apresentação conjunta … nesse sentido”, afirmou.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.