Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 15 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Drone atinge edifício comercial em Moscou, diz prefeito

Vários drones foram abatidos por sistemas de defesa aérea ao tentarem voar para Moscou

Um drone atingiu um prédio comercial em Moscou, que já havia sido atingido durante o fim de semana, enquanto pelo menos outro drone foi abatido, afirmou o prefeito da cidade nesta terça-feira – (crédito: Alexander NEMENOV / AFP)

Um drone atingiu um prédio comercial em Moscou, que já havia sido atingido durante o fim de semana, enquanto pelo menos outro drone foi abatido, afirmou o prefeito da cidade nesta terça-feira (1º, noite de segunda em Brasília).

“Vários drones foram abatidos por sistemas de defesa aérea ao tentarem voar para Moscou. Um (drone) colidiu com a mesma torre em (Moscou) City como da última vez. A fachada do 21º andar foi danificada”, postou o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, no Telegram.

“Não há informações sobre vítimas”, acrescentou ele, informando que os serviços de emergência estão no local.

No domingo, a Rússia disse que abateu drones ucranianos que visavam a capital em um ataque que danificou duas torres de escritórios em Moscou-City, um distrito comercial.

Pouco depois do ataque de drone, o aeroporto internacional de Vnukovo, em Moscou, foi fechado temporariamente, informou a agência de notícias estatal TASS.

“Vnukovo foi temporariamente fechado para chegadas e partidas, os aviões estão sendo redirecionados para outros aeroportos”, disseram os serviços de emergência, de acordo com a TASS, que posteriormente relatou que as operações foram retomadas normalmente.

Moscou e seus arredores, localizados a cerca de 500 quilômetros (310 milhas) da fronteira ucraniana, raramente foram alvos durante o conflito na Ucrânia, até vários ataques de drones este ano.

O incidente de domingo é o mais recente de uma série de ataques de drones recentes – incluindo no Kremlin e em cidades russas próximas à fronteira com a Ucrânia – que Moscou atribuiu a Kiev.

O Kremlin disse que o ataque foi “um ato de desespero” da Ucrânia devido a reveses no campo de batalha.

A Ucrânia iniciou sua aguardada contraofensiva em junho, mas fez avanços modestos diante da forte resistência das forças russas na linha de frente.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.