Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de julho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

“A Marta acaba por aqui”, diz a rainha na última partida em Copas

Camisa 10 se despede do mundial após eliminação da seleção brasileira ainda na fase de grupos da competição

(crédito: WILLIAM WEST / AFP)

sonho do título mundial foi adiado. Com o empate em 0 x 0 contra a Jamaica nesta terça-feira (2/8), o Brasil está eliminado da Copa do Mundo feminina. A despedida da Seleção também marca o adeus de Marta. Após seis participações, a Rainha disputou o torneio pela última vez na carreira e reforça a passagem de bastão dentro da equipe verde-amarela.

“É difícil falar em um momento desses. Não era nem nos meus piores pesadelos a forma que eu sonhava, mas é só o começo. O futebol brasileiro pedia renovação, está tendo renovação. Acho que a única velha aqui sou eu, talvez a Tamires próximo de mim. A maioria são meninas que tem muito talento, que tem um caminho enorme pela frente, é só o começo pra elas. Eu termino aqui, mas elas continuam. E vocês pediram renovação, tá tendo renovação”, disse Marta em entrevista pós-jogo ao SporTV.

A maior artilheira do Brasil e de mundiais, a camisa 10 foi titular na partida contra a Jamaica, mas não conseguiu brilhar em campo. Apesar do fim do ciclo, a jogadora pediu o suporte da população brasileira para a continuidade da evolução do futebol feminino e fechou as portas para um possível novo capítulo.

“Apoie, continue apoiando. A Marta acaba por aqui, não tem mais Copa pra Marta. Eu estou muito grata pela oportunidade que eu tive de jogar mais uma Copa e muito contente com tudo isso que vem acontecendo no futebol feminino do nosso Brasil e do mundo. Continue apoiando, porque pra elas é só o começo. Pra mim, é o fim da linha agora”, compartilhou ao SporTV.

Com a amarelinha, Marta disputou as Copas de 2003 a 2023 e pôde ver a evolução do futebol feminino. 20 anos depois, a jogadora analisou o processo da modalidade e novamente reforçou o pedido por mais apoio.

“Eu quero que as pessoas no nosso Brasil continuem tendo o mesmo entusiasmo que estavam tendo quando começou a Copa e continuem apoiando, porque as coisas não acontecem de um dia pra outro. A gente está vendo aqui seleções que vinham pra Copa do Mundo e tomavam de sete, oito, dez, e estão jogando de igual com os grandes. Isso mostra que o futebol feminino vem crescendo, isso mostra que o futebol feminino é um produto que dá lucro, que dá prazer de assistir”, encerrou à emissora.

Com o empate contra a Jamaica, a Seleção Brasileira termina o Grupo F na terceira posição e está eliminada da Copa do Mundo. Em três jogos, o Brasil teve uma vitória, um empate e uma derrota, com cinco gols marcados e dois sofridos. Esta é apenas a terceira vez que o país é eliminado na fase de grupos. As outras ocasiões foram nos mundiais de 1991 e 1995.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.