Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de julho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Produtos do agro lideram fluxo do transporte rodoviário de cargas em MS e no Brasil

De acordo com a Fretebras, maior plataforma de transporte rodoviários de cargas no Brasil, em 2022, 55% de todos os fretes registrados no estado, foram de produtos do setor.

Divulgação

O escoamento de produtos agropecuários por rodovias é o mais utilizado ao longo dos anos em Mato Grosso do Sul e em todo o país. De acordo com a Fretebras, maior plataforma de transporte rodoviários de cargas no Brasil, em 2022, 55% de todos os fretes registrados no estado, foram de produtos do setor. Este é um dos temas apresentados no Boletim Famasul Log, publicado nesta quarta-feira (02).

Apesar das características atrativas do modal como a flexibilidade, agilidade e boa oferta, o volume limitado da carga de caminhões, somado aos custos de combustíveis, manutenção e pedágios, encarece esta logística.

“Enquanto a gasolina passa por um período de alta nos preços, reflexo do fim da política de desoneração do PIS/Cofins e Cide, pelo governo federal, o diesel segue em queda porque continua livre destes mesmos encargos até o final de 2023”, explica a consultora técnica do Sistema Famasul, Tamiris Azoia.

Outro combustível que também continua isento dos impostos federais é o etanol, por ser um produto renovável e promover a sustentabilidade da sua produção por meio, principalmente, da cana-de-açúcar.

Notícia positiva para o setor é que a mistura de biodiesel passou de 10% para 12% na composição do diesel. Hoje o óleo de soja responde por 70% da matéria-prima na produção deste combustível biodegradável no Brasil.

O Boletim Famasul Log traz ainda a relação de frete e combustíveis, a movimentação dos portos e ferrovias e muito mais. Confira o material na íntegra. 

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.