Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 15 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Na defesa de políticas públicas e igualdade racial, subsecretária de MS é premiada em Mato Grosso

O prêmio leva o nome do pioneiro do movimento negro no Estado de Mato Grosso, Geraldo Henrique da Costa

A subsecretária de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso do Sul, Vania Lucia Baptista Duarte, e a coordenadora do Fórum Permanente das Entidades do Movimento Negro do Estado, Romilda Pizani, que também faz parte da subsecretaria, receberam o Prêmio “Geraldo Henrique da Costa”, em reconhecimento à defesa da igualdade racial e políticas públicas.

O prêmio leva o nome do pioneiro do movimento negro no Estado de Mato Grosso, Geraldo Henrique da Costa, que morreu em 1990. A homenagem celebra as lutas cotidianas da comunidade negra, e reconhece ativistas que defendem a igualdade racial, políticas públicas, ações afirmativas para a diversidade e inclusão da população negra em todos os setores da sociedade.

Entrega de premiação foi durante evento que celebra lutas do movimento negro em Mato Grosso (Foto: Divulgação)

A entrega ocorreu em Cuiabá, durante o 3º Agitando a Resistência Negra, evento que comemora a resistência, arte e luta do movimento negro, e é realizado pelo Instituto das Mulheres Negras de Mato Grosso e a Casa das Pretas.

Centrado na cultura, direitos e resistência, saúde da comunidade negra e da população LGBTQIA+, empreendedorismo das mulheres negras e periféricas, cabelo afro e identidade, mídia negra e combate à violência política e de gênero e ao feminicídio, o evento promoveu encontros e trocas inspiradoras.

“Nós levamos nossas ações do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e ouvimos muito do que está sendo realizado em outros locais. Aqui nós estamos com a proposta de uma formação para a segurança pública, e ali tivemos várias ideias”, conta a subsecretária.

Nas rodas de conversa, a subsecretária de Promoção da Igualdade Racial, Vania Duarte, ouviu encaminhamentos e ações tanto dos governos quanto da militância de todo o País.

O espaço proporcionou não só o compartilhamento de experiências, como a possibilidade de reivindicar apoio para a região Centro-Oeste. “Tivemos com a representante da ONU Mulher no Brasil que falou sobre o trabalho, e nós reforçamos a questão dos recursos nacionais e internacionais ficarem restritos às regiões Sudeste, sendo que aqui no Centro-Oeste nós estamos produzindo muita coisa também”, pontuou Vania.

Para a subsecretária, ouvir a realidade de todo o Brasil é fundamental para conhecer os êxitos e também as complexidades. “É uma injeção de ânimo quando você ouve e vê que outros estão passando por dificuldades também, é muito valioso participar, ser convidada e ainda ganhar o prêmio. Isso nos mostra que podemos ir mais longe”, finaliza Vania Lucia.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.