Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 15 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Governo de MS terá integrante no Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia

Desde 2015, a Fundação lançou editais inovadores como o MS Carbono Neutro e editais que atendem aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Foto: Leandro Benites

A Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), órgão do Governo do Estado responsável por gerenciar os investimentos em inovação e pesquisas científicas, conquistou uma vaga no CCT (Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia).

Márcio de Araújo Pereira, presidente da Fundação, vai representar Mato Grosso do Sul em nome das fundações estaduais de pesquisa de todo o país, juntamente com o presidente do Confap (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa), Odir Antônio Dellagostin.

O CCT é uma entidade criada pelo Governo Federal com o objetivo de organizar a política de ciência e tecnologia do país, além de formular planos, metas e prioridades nacionais referentes à ciência e tecnologia, dentre outras atribuições.

“Ao participar do conselho nós assumimos o compromisso de construir uma sociedade melhor, por meio da ciência e da inovação. Vamos buscar meios para ajudar o Brasil a avançar nessas áreas, em especial em Mato Grosso do Sul, juntamente com o governador Eduardo Riedel. Embora muitos não percebam, pois o trabalho das fundações é silencioso e promove, em especial, as instituições que realizam as pesquisas, nós temos consciência de que o ensino, a ciência, a tecnologia e a inovação só acontecem com fomento e parcerias. Por isso, a presença das fundações nas instâncias de decisão nacional é imprescindível”, explica Márcio Pereira.

O CCT é composto por 34 membros, incluindo o presidente da República, 16 ministros de Estado, 8 membros escolhidos entre produtores e usuários de ciência e tecnologia e 9 representantes de entidades dos setores de ensino, pesquisa, ciência e tecnologia.

Márcio de Araújo Pereira, conversando com o governador Eduardo Riedel

Possui ainda diversas comissões temáticas setoriais, das quais participam os conselheiros, juntamente com especialistas, empresários e dirigentes públicos especialmente convidados.

Fundect

É a fundação pública estadual responsável por fomentar o desenvolvimento científico, tecnológico e a inovação em Mato Grosso do Sul.Em 2022, a instituição se consolidou como referência nacional, devido ao grande volume de investimentos realizados, mesmo durante um momento em que a ciência, nacionalmente, sofreu desvalorização.

Desde 2015, a Fundação lançou editais inovadores como o MS Carbono Neutro e editais que atendem aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Atualmente, a Fundação lidera rankings de ofertas de bolsas de mestrado e doutorado no Estado, dentre as fundações estaduais de amparo à pesquisa.

Os investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação em Mato Grosso do Sul, nos últimos 8 anos (2015-2022), somam aproximadamente R$ 180 milhões. O montante representa 66% de todo o valor investido na história da Fundect desde que foi criada, em 1998.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.