Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 20 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Governo anuncia remédios gratuitos a beneficiários do Bolsa Família

A medida inclui a entrega gratuita de contraceptivos e tratamentos para osteoporose para toda a população

O relançamento do programa Farmácia Popular do Brasil vai começar a atender os beneficiários do programa social Bolsa Família, que agora poderão retirar cerca de 40 tipos de medicamentos gratuitamente. A iniciativa vai ampliar o acesso à assistência farmacêutica a mais 55 milhões de brasileiros. O governo federal também vai abrir novas unidades de credenciamento em municípios de maior vulnerabilidade. 

O relançamento do programa Farmácia Popular do Brasil vai começar a atender os beneficiários do programa social Bolsa Família, que agora poderão retirar cerca de 40 tipos de medicamentos gratuitamente. A iniciativa vai ampliar o acesso à assistência farmacêutica a mais 55 milhões de brasileiros. O governo federal também vai abrir novas unidades de credenciamento em municípios de maior vulnerabilidade. 

O novo desenho do programa dará prioridade à saúde da mulher, por meio do acesso a medicamentos conta a osteoporose e contraceptivos. Os produtos já estavam disponíveis na Farmácia Popular, a metade do custo, mas agora serão gratuitos. O governo também estuda uma estratégia para facilitar o acesso de comunidades indígenas aos medicamentos, com representante podendo retirar os remédios sem a obrigatoriedade de ter um CPF para ser atendido. O projeto piloto será testado na Terra Indígena Yanomami. Os medicamentos também passam a ser gratuitos para a população indígena.

Para a saúde da mulher, a ampliação ocorre nos medicamentos para osteoporose e contraceptivos. Antes, os remédios eram ofertados com preços mais baixos – com cerca de 50% de desconto – e agora serão distribuídos sem custo, junto com tratamentos para hipertensão, diabetes e asma. 

O Farmácia Popular ainda vai oferecer remédios com descontos de até 90% para dislipidemia, rinite, doença de Parkinson, glaucoma e fraldas geriátricas. 

Para a população indígena aldeada será nomeado um representante de comunidade que ficará responsável por retirar os medicamentos indicados, sem necessidade de apresentar um CPF para ser atendido. O intuito da medida é facilitar o acesso. 

O lançamento do programa será feito pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acompanhado pela ministra da Saúde, Nísia Trindade, nesta quarta-feira (7/6), em Recife, Pernambuco. 

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.