Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 15 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

BrasilAgro conclui venda da Fazenda Araucária (GO) por R$ 417,8 milhões

O comprador já realizou a primeira parte do pagamento, no valor de R$ 1,6 milhão, disse a BrasilAgro.

O giro no portfólio da companhia iniciou em 2012 (Crédito: Brasilagro)

São Paulo, 12 – A BrasilAgro informou ter concluído a venda da Fazenda Araucária, no município de Mineiros (GO). “A parte remanescente da propriedade foi negociada com dois compradores diferentes, somando R$ 417,8 milhões. O valor é referente a 5.517 hectares, sendo 4.011 hectares úteis”, disse a empresa em nota.

O primeiro contrato abrange 332 hectares, sendo 215 hectares úteis, uma área de baixada, por 297 sacas de soja por hectare útil, ou R$ 8,5 milhões. O comprador já realizou a primeira parte do pagamento, no valor de R$ 1,6 milhão, disse a BrasilAgro. “O ‘duration’ desta venda, que é o tempo médio de recebimento, é de pouco mais de dois anos.”

De acordo com o documento enviado ao mercado, do ponto de vista contábil, a área está avaliada nos livros da companhia por R$ 1,9 milhão, entre aquisição e investimentos líquidos de depreciação, com uma Taxa Interna de Retorno (TIR) esperada em reais de 13,6%.

A segunda transação é de 5.185 hectares, sendo 3.796 hectares úteis, uma área mista (áreas de baixada e chapada) por 790 sacas de soja, ou R$ 409,3 milhões. O valor inicial pago pelo comprador foi de R$ 78,7 milhões. Neste caso, o ‘duration’ é de quase dois anos. “Conforme avaliação da BrasilAgro, o valor desta área é de R$ 59 milhões, entre aquisição e investimentos líquidos de depreciação, com uma Taxa de Interna de Retorno (TIR) esperada em reais de 14,5%.”

A empresa informou ter adquirido a Fazenda Araucária em abril de 2007 por R$ 76 milhões. A área era de 9.665 hectares, sendo 7.012 úteis. De acordo com o fato relevante divulgado pela BrasilAgro, no momento da compra, a propriedade já estava praticamente toda em operação e demandou pouco investimento para transformação dos espaços. As áreas foram negociadas em sete diferentes contratos, o primeiro deles realizado em maio de 2013. O valor nominal de venda da propriedade é de R$ 602 milhões, com uma TIR do projeto consolidada em reais de 16,2%. “Estas vendas são mais um grande marco para a companhia, pois encerram o ciclo desta propriedade dentro do nosso portfólio, e confirmam a nossa capacidade de geração e captura de valor no desenvolvimento de propriedades agrícolas, otimizando os retornos operacionais e imobiliários”, diz o comunicado, assinado por Gustavo Javier Lopez, DRI e CFO da BrasilAgro.

A BrasilAgro destaca que desde o início das operações da empresa, em 2006, a companhia comprou 320 mil hectares, destes 211 mil hectares úteis, e desenvolveu mais de 140 mil hectares. Foram investidos mais de R$ 1,2 bilhão, entre aquisições e desenvolvimento de propriedades. No total, 26 fazendas foram negociadas, com 103 mil hectares totais, 69 mil hectares úteis, somando um total de R$ 2,2 bilhões.

O giro no portfólio da companhia iniciou em 2012, com um valor médio anual de venda de R$ 199 milhões. Nos últimos cincos anos, esse número é de R$ 317,5 milhões. Ainda de acordo com o comunicado, todas as vendas foram realizadas a preços acima dos valores de livro e do valor justo colocado nas notas explicativas disponibilizados anualmente nas demonstrações financeiras. Os desinvestimentos geraram TIRs não alavancadas entre 13,6% e 56,5%.

“Continuamos confiantes em nossa estratégia e na nossa capacidade de entregar resultados e encontrar soluções inovadoras e eficientes para continuar crescendo de forma consistente, agregando valor para nossos acionistas”, diz a empresa.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.