Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 20 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Anderson Torres não fará delação premiada, garante advogado

O defensor do ex-ministro, Eumar Novacki, disse, ainda, que devido a “falhas técnicas”, senhas não foram entregues à PF

(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Eumar Novacki, advogado de Anderson Torres, descartou a possibilidade de delação premiada do ex-ministro de Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (12/5). Segundo ele, a postura da defesa e do ex-secretário de Segurança Pública é de cooperação com a Justiça. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou ontem a soltura de Torres, investigado por possível omissão no ataque às sedes dos Três Poderes no 8 de janeiro.

“O que o Anderson vai fazer é cooperar para que se esclareça o mais breve possível os fatos que levaram aqueles odiosos atos de 8 de janeiro”, disse hoje o advogado a jornalistas.

Sobre Torres não ter fornecido senhas corretas a dados armazenados em nuvem à Polícia Federal (PF), o defensor alegou “problemas técnicos” e que a imprensa veiculou uma narrativa. O acesso às informações também foi uma determinação do ministro do Supremo, Alexandre de Moraes.

“Na verdade, o que o foi colocado pela mídia foi uma narrativa. Nós recebemos aqui, de modo sigiloso, o laudo da PF, que de certa forma não era isso. Nós respondemos, também de modo sigiloso, e acrescentamos que estamos à disposição, caso ele (Moraes) queira designar um perito”, explicou Novacki. “O ex-ministro apresentou as senhas, saiu na imprensa que elas estavam erradas. A história não é bem essa. Houve uma falha técnica e nos colocamos à disposição.”

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.